segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

prazer em [re]descobrir!

Ultimamente passo o dia preocupada com números, avaliações, relatórios, objectivos, desempenho e todo um conjunto de coisas que vão desgastando a minha massa cinzenta. Trabalho. Passo pelo menos 9 horas no local de trabalho, uma das quais é para a refeição. Uma hora para ir, outra para vir. Chego a casa e penso e preocupo-me com o trabalho. Já não leio há tanto tempo, e nao é por falta de bons livros na mesinha de cabeceira! Conforto-me a ver as minhas séries (que finalmente regressaram, quase todas!)...e a ouvir música... Hoje peqguei num álbum que já não ouvia há muito, muito tempo... Humanos...
E pronto, basta aumentar o volume, dançar e sente-se esta vibração...quero é viver...e penso então que tenho de desligar. Criar necessidades, alimentar vendas, assegurar qualidade de serviço, motivar pessoal...da porta do meu quarto para dentro acabou: quero é viver!


Vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver

Amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será
mais um prazer

e a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com a idade
interessa-me o que está para vir
a vida em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir

encontrar, renovar, vou fugir ou repetir

vou viver,
até quando, eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver
amanhã, espero sempre um amanhã
eacredito que será mais um prazer

a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com idade
interessa-me o que está para vir
a vida, em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir

encontrar, renovar vou fugir ou repetir

vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver,
amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será mais um prazer

1 comentário:

Para lá dos Sonhos disse...

Adoro! Adoro! O Variações era a minha alma gémea!