domingo, 29 de julho de 2007

a sustentável leveza do ser!

Não tenho tido assunto porque o meu cérebro tirou férias. Apenas sinto e vejo as coisas, como o amigo do poeta que também era poeta, e não penso nelas. Tenho, no entanto, feito algumas excepções neste novo modo de vida: leitura d' O Ano da Morte de Ricardo Reis, do Saramago. É o primeiro livro dele que leio e posso dizer que estou francamente maravilhada. Recomendo vivamente este livro que vou levar para a costa alentejana nos próximos dias ;)

Boas férias*

1 comentário:

deux-ponts disse...

"Aqui onde o mar se acaba e a terra principia" ... um pouco como a costa vicentina, onde Reis teria certamente chegado mais feliz!