quarta-feira, 12 de março de 2008

Viva o puritanismo e conservadorismo americano viva!



Sem comentários ao ridículo que este homem é e à hipocrisia doseu discurso. Eis a imagem de um político americano, Elliot Spitzer, que construiu toda a sua carreira através de uma política puritana e conservadora, propagando pelo Estado de Nova Iorque a moral e a decência, a pedir desculpas por se ter envolvido numa rede internacional de prostituição de luxo.
A fé na política começa e acaba aqui.

1 comentário:

Vanina disse...

É triste, mas vivemos num mundo governado controlado e ditado por hipócritas...

***